ATENÇÃO Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre o uso de cookies.

Acesso myCasaYES
Introduza os seus dados de acesso
entrar Acesso Negado!
» Recuperar password
Recuperar Password
Introduza o seu e-mail de acesso
  • »
  • »
  • »
  • »
  • »
sessão de comparação:
» Nova sessão
título da sessão: » Sessão existente
adicionar
Por favor preencha os campos obrigatórios
Registe-se no myCasaYES
Vantagens de ser um utilizador registado:
  • » Possibilidade de criar multiplas sessões de comparação em paralelo
  • » Possibilidade de adicionar imóveis a diferentes sessões de comparação já existentes
  • » Possibilidade de editar/customizar sessões de comparação
  • » Outras vantagens
  • » Registar / Entrar
Acompanhe-nos YouTube Vimeo

Localização:

Clique no mapa ou escreva o distrito, o concelho e/ou a freguesia
ToBuy Fields
ToRent Fields
ToVacationRent Fields
ToOtherBusiness Fields
menos opções
PT EN ES

Notícias

Lista das últimas novidades imobiliárias

INDÚSTRIA ALEMÃ DISPARA COM EXPORTAÇÕES

INDÚSTRIA ALEMÃ DISPARA COM EXPORTAÇÕES

11/11/2009

A produção industrial na Alemanha cresceu em Setembro acima das previsões dos economistas com as fábricas a acelerarem a produção de bens de investimento para dar resposta à procura do exterior, e as exportações também cresceram mais do que se antecipava.

A produção industrial aumentou 2,7% face a Agosto, mês em que tinha ganho 1,8%, anunciou ontem o ministério da Economia em Berlim. Os economistas apontavam para 1%, segundo a média de 37 previsões recolhidas pela Bloomberg. Em termos homólogos, a produção recuou 12,9% quando ajustada ao número de dias de trabalho.

O crescimento na maior economia da Europa, que emergiu da recessão no segundo trimestre, está a ganhar velocidade com a retoma global a incentivar as empresas a reconstituírem stocks.

As exportações também cresceram 3,8% em Setembro face a Agosto, mês que haviam recuado 2,8%, segundo o gabinete federal de estatística de Wiesbaden. As vendas ao exterior também ultrapassaram as expectativas de 13 economistas inquiridos pela Bloomberg, que apontavam em média para 2,5%. Em termos homólogos, o recuo foi de 18,8%.

"A retoma da indústria alemã está a acontecer muito mais depressa do que se esperava", disse Carsten Brzeski, um economista no ING em Bruxelas. "E vai continuar assim enquanto as empresas beneficiarem da reposição global dos stocks".

A produção de bens manufacturados cresceu 3,2% em Setembro, impulsionada por um salto de 5,9% na produção de bens de investimento, como as máquinas, e um ganho de 2,3% nos bens de consumo, segundo os dados do ministério da Economia. A produção na construção recuou 1,8%.

"Com o aumento das encomendas de bens manufacturados, particularmente para bens básicos e de investimento, a retoma da produção industrial deverá continuar no quarto trimestre", disse o ministério.