ATENÇÃO Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre o uso de cookies.

Acesso myCasaYES
Introduza os seus dados de acesso
entrar Acesso Negado!
» Recuperar password
Recuperar Password
Introduza o seu e-mail de acesso
  • »
  • »
  • »
  • »
  • »
sessão de comparação:
» Nova sessão
título da sessão: » Sessão existente
adicionar
Por favor preencha os campos obrigatórios
Registe-se no myCasaYES
Vantagens de ser um utilizador registado:
  • » Possibilidade de criar multiplas sessões de comparação em paralelo
  • » Possibilidade de adicionar imóveis a diferentes sessões de comparação já existentes
  • » Possibilidade de editar/customizar sessões de comparação
  • » Outras vantagens
  • » Registar / Entrar
Acompanhe-nos YouTube Vimeo

Localização:

Clique no mapa ou escreva o distrito, o concelho e/ou a freguesia
ToBuy Fields
ToRent Fields
ToVacationRent Fields
ToOtherBusiness Fields
menos opções
PT EN ES

Notícias

Lista das últimas novidades imobiliárias

Negócio a ferver: mais de 300 imobiliárias nasceram só em janeiro

Negócio a ferver: mais de 300 imobiliárias nasceram só em janeiro

23-02-2017

Fonte: https://www.idealista.pt

Os números confirmam o que se fala sobre o dinamismo que o imobiliário está a viver, atualmente, em Portugal.

Só em janeiro passado foram constituídas 301 empresas de serviços deste setor, mais 16,2% que em igual período de 2016. E o imobiliário é o segundo setor da economia nacional que maior crescimento de novas empresas registou no mês passado, depois das telecomunicações com uma subida de nascimentos de 37,1%. No total, em janeiro nasceram 4.298 empresas em Portugal, o que representa um crescimento de 2,1% face ao período homólogo.
O mais recente barómetro da InformaDB mostra também que, ao longo dos últimos doze meses analisados - entre fevereiro de 2016 e janeiro de 2017 -, foram constituídas 3.555 empresas de serviços imobiliários, ocupando uma fatia de 9,5% do total de 37.322 nascimentos de sociedades empresariais verificados no país. 
Mas nem só de boas notícias vive o setor imobiliário, ainda que não seja dos que tem pior performance. No último ano, fecharam 771 empresas desta área (4,7% do total) e faliram 113 (3,5%) do total.
Fazendo as contas a partir deste relatório, o rácio de nascimentos e encerramentos naturais das empresas de serviços imobiliários foi de 4,6 nos últimos dozes meses, sendo o mais alto de todos os setores em análise. No total, este indicador foi de 2,3.
Como nascimentos, a InformaDB considera as entidades constituídas no período em causa, com publicação de constituição no portal de atos societários do Ministério da Justiça. Já os encerramentos dizem respeito às entidades extintas no período considerado, com publicação de extinção no mesmo portal. Neste caso, não são consideradas as extinções com origem em procedimentos administrativos de dissolução, mas vez que as insolvências apontadas são as entidades com processos iniciados no período considerado, com publicação no portal Citius do Ministério da Justiça.

Só em janeiro passado foram constituídas 301 empresas de serviços deste setor, mais 16,2% que em igual período de 2016. E o imobiliário é o segundo setor da economia nacional que maior crescimento de novas empresas registou no mês passado, depois das telecomunicações com uma subida de nascimentos de 37,1%. No total, em janeiro nasceram 4.298 empresas em Portugal, o que representa um crescimento de 2,1% face ao período homólogo.
O mais recente barómetro da InformaDB mostra também que, ao longo dos últimos doze meses analisados - entre fevereiro de 2016 e janeiro de 2017 -, foram constituídas 3.555 empresas de serviços imobiliários, ocupando uma fatia de 9,5% do total de 37.322 nascimentos de sociedades empresariais verificados no país. 
Mas nem só de boas notícias vive o setor imobiliário, ainda que não seja dos que tem pior performance. No último ano, fecharam 771 empresas desta área (4,7% do total) e faliram 113 (3,5%) do total.
Fazendo as contas a partir deste relatório, o rácio de nascimentos e encerramentos naturais das empresas de serviços imobiliários foi de 4,6 nos últimos dozes meses, sendo o mais alto de todos os setores em análise. No total, este indicador foi de 2,3.
Como nascimentos, a InformaDB considera as entidades constituídas no período em causa, com publicação de constituição no portal de atos societários do Ministério da Justiça. Já os encerramentos dizem respeito às entidades extintas no período considerado, com publicação de extinção no mesmo portal. Neste caso, não são consideradas as extinções com origem em procedimentos administrativos de dissolução, mas vez que as insolvências apontadas são as entidades com processos iniciados no período considerado, com publicação no portal Citius do Ministério da Justiça.